Olá!!!

Certamente você está se perguntando, o que é o Planeta Pele?... Um conceito! Realmente procuramos colocar nossos objetivos em uma marca que expressasse nossos valores. Nosso azul atrai bons fluídos que além de acalmar a alma, nos faz meditar e acreditar que donos do nosso destino, podemos torná-lo melhor. O verde retrata a natureza e estimula a saúde, contribuíndo para o equilíbrio físico, mental e espiritual. Nossas linhas retas trazem consigo a ideia do dinamismo de propósitos e da energia transformadora. As curvas simbolizam a beleza e o movimento em expansão. Ah!... A borboleta, esta tem um significado todo especial. A transformação, o recomeço de uma nova vida e de um novo tempo. Venha, e se torne um agente multiplicador, cultive e amplie valores.



Calfa e Mmaciel.

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Escaras.


Escaras de decúbito ou úlceras de pressão são feridas que acometem pacientes acamados por longos períodos, como idosos sequelados, paraplégicos ou tetraplégicos. As áreas mais afetadas são a região lombar, sacral, tornozelos e calcanhares, que seriam áreas submetidas a pressão prolongada da pele sob saliências ósseas. A diminuição da circulação sanguínea nestas áreas causaria isquemia e necrose com o surgimento de escaras enegrecidas, que destacadas formaria uma úlcera/ferida no local.

Como prevenir o aparecimento ou aumento dessas escaras:
- Limpar a pele sempre que necessário ou em intervalos programados. A ferida deve ser lavada com sabonete neutro de uso medicinal.
- Evitar o ressecamento da pele com o uso de cremes hidratantes.
- Evitar expor o paciente ao frio, este aumenta a isquemia da pele.
- Controle a umidade do paciente evitando deixá-lo molhado, suado, com secreções tipo urina ou fezes. A umidade aumenta a maceração da pele, com ruptura da integridade cutânea e favorece a formação de úlcerações.
- Use fraldas descartáveis ou forros na cama que absorvem a umidade.
- O uso dos cremes hidratantes, peículas e óleos funcionam como barreira protetora.
- Quando for movimentar o paciente no leito, NÃO arraste-o sobre os lençoís, levante-o com o lençol e o reposicione no  local desejado. A fricção da pele sobre roupas de cama laceram a pele.

Qual a posição do paciente no leito:
- Pacientes acamados por longo períodos devem ficar deitados em colchão de espuma, tipo caixa de ovo, de ar, de gel ou de água para evitar o excesso de pressão nas saliências ósseas.
- A posição deve ser modificada a cada 2 horas ou menos se necessário.
- Travesseiros ou almofadas de espuma devem ser utilizadas para manter afastados entre si e da superfície da cama os joelhos e tornozelos.
- Quando o paciente estiver deitado de lado, não o deixe totalmente de lado, opte por uma inclinação de 30 graus, evitando assim a pressão da pele sobre a cabeça do osso do fêmur. Como fazer: escore o pciente com almofadas pelas costas.

Qual a posição do paciente em cadeiras de roda:
- O paciente deve ser movimentado a cada hora, reposicionado ou recolado na cama. Almofadas de espuma, de ar, de água ou de gel diminuem a pressão sob a região da bacia, diminuíndo a isquemia local.
- Aqueles que tem condições ou capacidade devem fazer uma flexão ou levantar o seu peso a cada quinze minutos aliviando esta pressão na região isquiática/bacia.

Quem além da família pode ajudar a cuidar desses pacientes:
- Cuidadores de idosos, clínico, cirurgião vascular, cirurgião plástico, fisioterapeuta, nutricionista e enfermeiros que podem além de cuidar, orientar a família nos cuidados e necessidades desses pacientes.

A fisioterapia diminui o tempo de exposição do corpo a mesma postura, melhora a mobilidade e aumenta a massa muscular, o que permite um aumento do coxim muscular que ajuda a suportar a pressão sob as saliências ósseas. Pacientes que podem participar da movimentação podem fazer uso de equipamentos auxiliares que ajudam a movimentar ou elevar o corpo.

Uma boa condição nutricional ajuda no aumento da massa muscular e na melhoria da cicatrização das feridas.

Os cuidados listados acima são suficientes para evitar ou amenizar o surgimento de escaras, caso as mesmas já existam, surgiram ou pioraram existe uma grande variedade de curativos e medicações tópicas que bem utilizados podem resolver o problema. Neste caso consulte um profissional especialista em feridas. Lembrando que muitos planos de saúde já tem uma equipe treinada para orientar e visitar esses pacientes no domicílio, consulte o seu plano de saúde sobre suas necessidades.

Fonte: Informe cientifíco Apsen.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário